Bar cobra “taxa vômito” de consumidor

200369802-001

 

A cena é comum: o sujeito chega no boteco com os amigos, bebe além da conta e passa mal (leia-se: vomita) na frente de todo mundo.

Insólita, entretanto, é a solução encontrada por um bar da cidade para a contornar a situação. Quem passa dos limites no The Blue Pub, na Bela Vista (região central), só volta para casa depois de pagar a “taxa vômito” de R$ 20. Uma afronta ao consumidor?

Uma das clientes publicou no Foursquare (rede social de avaliações de endereços) uma foto da comanda com a cobrança escrita à caneta.

“Meu namorado passou mal pelo que tinha comido no almoço, acabou vomitando no Blue Pub e cobraram a ‘taxa vômito’. Caiu no meu conceito”, dizia a moça.
A postagem é do ano passado, mas os porta-vozes do bar afirmam que a taxa é cobrada até hoje. “Sim, acontece, mas nunca recebemos uma reclamação”, diz a assessoria.

O Procon, por outro lado, diz que reclamar “é o mínimo”.

“Em 22 anos de casa, nunca vi uma situação dessas”, afirma Luciano Sousa, da diretoria de fiscalização do órgão.

“Nada justifica, é prática abusiva”, diz o especialista. “Ocorrências desse tipo têm que estar previstas no ramo em que eles atuam.”

Questionada sobre a aparente contradição –pubs são tradicionalmente locais onde se bebe muito–, a assessora do local desconversa.

“Estamos em um lugar público. Quando alguém vomita, os outros clientes acabam se sentindo mal.”

A direção do pub afirma ainda que a “taxa vômito” é revertida integralmente para a equipe de limpeza pelo “trabalho extra”.

“Também está errado. Se acham que isso gera custo para a empresa, que distribuam o valor nos custos normais do cardápio”, diz Sousa. “Mal comparando, é como um buffet infantil que cobra a mais de crianças que sujam a mesa.”

O órgão diz que vai avaliar a situação do pub. Enquanto isso, quando for tomar umas e outras fora com os amigos, lembre-se do conselho: “Se beber, não vomite”.

 

FONTE: Folha de São Paulo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *