Venda de 87 planos de saúde estão suspensos

venda-de-87-planos-de-saude-estao-suspensos3

A comercialização de 87 planos de saúde de 22 operadoras está suspensa a partir desta quarta-feira (20) por determinação da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS). A decisão foi anunciada na segunda-feira (18) em razão do não cumprimento dos prazos máximos de atendimento e por outras queixas de natureza assistencial, como negativas indevidas de cobertura. A lista completa está disponível no site da agência.

Segundo a ANS, a medida beneficia aproximadamente 3,2 milhões de usuários que estão vinculados a esses planos tendo em vista que as operadoras terão que resolver os problemas assistenciais para que possam receber novos clientes.

Também a partir desta quarta-feira, 34 planos de saúde que estavam com a comercialização até então suspensa podem voltar a atuar já que, segundo a ANS, houve comprovada melhoria no atendimento ao cidadão.

Desde o início do programa de monitoramento, 1.099 planos de 154 operadoras já tiveram as vendas suspensas. Desses, 924 planos voltaram ao mercado após comprovar melhorias no atendimento. A estimativa da ANS é que há no país 50,8 milhões de pessoas que têm planos de assistência médica e 21,4 milhões com planos exclusivamente odontológicos.

A Abramge – associação que representa as operadoras de planos de saúde – enviou um comunicado ao Terra se posicionando sobre a lista de empresas que tiveram seus produtos suspensos. De acordo com a nota, a entidade “reconhece a importância da fiscalização realizada pela ANS” e ressalta que o “menor número de reclamações verificado nos últimos 10 ciclos de monitoramento, com queda de 21% em relação ao ciclo anterior, reflete o esforço conjunto das operadoras de planos de saúde para a melhoria contínua do atendimento”.

Além disso, a Abramge afirma que “em um universo de 72,2 milhões de beneficiários e cerca de 275 milhões de atendimentos realizados, o total de 11.007 reclamações representam 0,004% do total de procedimentos, ou seja, aproximadamente uma reclamação para cada 23 mil atendimentos no trimestre”.

Fonte: Terra

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *