Passageira é obrigada a descer de avião porque carregava um…porco!

passageira-e-obrigada-a-descer-de-aviao-porque-carregava-um-porco2

Um porco de estimação foi retirado na quarta-feira passada (26) de um voo da US Airways no Estado do Connecticut, nos EUA, após reclamação de passageiros e um princípio de tumulto a bordo, antes da decolagem.

Segundo a imprensa local, a modelo Rachel Boerner, 29 anos, estava no avião com seu porco Hobey – que pesa cerca de 36 quilos – prestes a iniciar uma viagem em direção à casa da família dela, para o feriado de Ação de Graças.

O primeiro a reclamar foi o professor Jonathan Skolnik. Ele disse que a passageira, que sentou ao seu lado, acomodou no colo uma mochila roliça, de onde provinha “um cheiro característico”. Inicialmente, Jonathan pensou que se tratasse de “roupa suja”.

Enquanto os comissários faziam os procedimentos de praxe para a decolagem, o suíno começou a grunhir. Sua dona, então, abriu a mochila e colocou o porco no corredor da aeronave, preso por uma corrente ao pescoço. Houve então uma série de protestos a bordo.

Policiais federais ingressaram no avião e antes que detivessem a passageira, ela admitiu: “Eu saio, eu saio. Preciso de meu porco para sustentação emocional, ele é de estimação e não faz mal a ninguém”.

Ninguém no aeroporto soube explicar como a passageira terá passado pelos esquemas humanos e técnicos de segurança, pois nos EUA é proibido ingressar com animais a bordo.

Serventes de limpeza ingressaram na aeronave e aspergiram um perfume. O suíno não chegou a dejetar no avião.

O caso foi remetido a Juízo, que determinou a abertura de investigações para apurar possíveis falhas na segurança. Foi determinada também a instauração de uma ação penal por perturbação do sossego público.

“Nós não podíamos sentir o cheiro dele” – já disseram os primeiros passageiros a depor.

Fonte: Espaço Vital

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *