Governo quer limitar benefícios

governo-quer-limitar-beneficios

O governo cortará despesas com auxílios-doença e pensões por morte para tentar diminuir gastos em 2015, disse o ministro da Fazenda, Guido Mantega.

O pacote de medidas para fechar o rombo nas contas públicas -que até setembro era de R$ 15,7 bilhões- afetará também o seguro-desemprego e o abono salarial do PIS, pago a trabalhadores que ganham, em média, até dois salários mínimos.

Segundo Mantega, o país precisa fazer ajustes para se preparar para voltar a crescer.

“Temos que fazer uma redução importante das despesas que estão crescendo, no caso, o seguro-desemprego, o abono e o auxílio-doença. Esses três representam uma despesa de cerca de R$ 70 bilhões ao ano.”

Fonte: Agora

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *