Dez passos para economizar a caminho do altar

dez-passos-para-economizar-a-caminho-do-altar

O último censo do IBGE no Brasil mostrou que o número de casamentos aumentou 1,1% no país em 2013 em relação a 2012. Casar sempre custa caro, por mais simples que seja o evento. Quando há cerimônia religiosa e festa então, a situação é muito mais complicada, pois os valores pesam demais no orçamento.

Para não transformar o sonho em pesadelo e se enrolar em dívidas, é fundamental ter muita consciência sobre os gastos, ter planejamento e colocar os pés no chão.

Lembre-se de que existe uma indústria do casamento e que, por sinal, é uma das mais lucrativas hoje em dia. Esse mercado sempre se aproveita do fato de o casamento ser um evento único para o qual toda noiva tende a fica mais sensível e emotiva.

Por isso, segue uma lista de dez passos fundamentais que toda noiva deve dar a caminho do altar:

Passo 1: Se está pensando em casar, fique atento aos casamentos que tem para ir daqui pra frente. Pesquise na internet, em revistas especializadas e converse com amigos e parentes que já passaram por isso. É importante ter bem claro em sua mente como você espera que seja sua cerimônia e sua festa.

Passo 2: Defina uma meta para fazer a sua lista de convidados e ponha um limite. Seja firme na hora de escolher sua lista. É fundamental pedir que os convidados confirmem presença para você poder ter ainda mais controle sobre o número de pessoas que o evento comportará.

Passo 3: Faça uma planilha. Assim, certamente você conseguirá manter o controle das contas e marcar pagamentos de forma a evitar uma sobrecarga em determinados meses. PS.: Não é recomendável pagar 100% antecipado alguns serviços como o bufê. O ideal é pagar 50%.

Passo 4: Não marque reuniões com os fornecedores se você ainda não tem claro o que precisa para a sua festa. Como existe hoje uma indústria por trás disso, você pode se deixar seduzir pelas opções mais caras do mercado se não estiver com a “cabeça feita”.

Passo 5: Faça a lista de tudo o que você imagina que terá que contratar ou comprar, desde o espaço para a festa até o buquê, o DJ e o fotógrafo. Sempre se pergunte se cada item da lista é realmente fundamental.

Passo 6: Não enlouqueça! Muita gente se preocupa demais com os detalhes da festa, como docinhos e decoração, e acaba sofrendo com isso, apesar de sabermos que é impossível agradar todo mundo em um evento desse porte. O desespero, além de ser desgastante, pode fazer com que você gaste muito mais do que precisaria, só porque está de “cabeça quente”;

Passo 7: Quando for provar docinhos, por exemplo, sempre comece pelos mais baratos. Se achar um que atenda às sua expectativa, feche com ele. Inconscientemente carregamos um estigma de que tudo que é mais caro é melhor, e isso não necessariamente é verdade. Evite ficar sugestionado!

Passo 8: Na hora de comprar o vestido de noiva, uma boa opção é fazer o primeiro aluguel de um vestido em vez de comprar um novo. Caso compre pelos sites chineses (a nova febre brasileira), procure um confiável. Comprar em Miami, pessoalmente, pode ser uma opção – pois os vestidos de marcas famosas custam muito mais barato lá do que aqui. Mas não se esqueça de contabilizar o custo das passagens;

Passo 9: No caso do fotógrafo e do DJ, os preços variam muito e o resultado final também. Procure e pesquise sobre os profissionais e tente negociar ao máximo na hora da contratação para conseguir um valor mais justo;

Passo 10: Esqueça as orquídeas brancas (caríssimas!). Você pode optar por flores da estação e sua decoração sairá muito mais em conta.

Fonte: Folha Online

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *