Como começar a ter uma educação financeira?

como-comecar-a-ter-uma-educacao-financeira3

Saber administrar bem as nossas finanças faz toda a diferença para que possamos ter uma situação financeira estável e controlada.

Conversar sobre dinheiro desde a infância não é hábito entre os brasileiros, por isso a educação financeira, ainda nos tempos de escola, ganha ainda mais importância, já que pode tornar mais fácil a aplicação prática desse conhecimento na vida adulta.

Mas e quando você já saiu da escola há tempos e se vê já adulto, sem ter tido ao menos a oportunidade de aprender o “be-á-bá” das finanças pessoais? É exatamente sobre educação financeira a pergunta de um professor de 38 anos, que mora em Ilhéus na Bahia.

A pergunta enviada à Folha foi a seguinte: “Se eu realmente quiser ser educado financeiramente, é melhor fazer uma curso ou contratar um consultor? Se sua resposta for um curso, qual o mais indicado aqui no Brasil, considerando que atualmente há uma febre de cursos prometendo educação financeira? Se sua resposta for consultoria, qual a melhor, considerando o custo-benefício?”

Muito legal o fato de você perceber a importância de buscar informações sobre educação financeira. Gostando ou não, querendo ou não. Se você trabalha, necessariamente faz parte da economia e precisa tomar decisões financeiras.

Existem, hoje em dia, inúmeros materiais disponíveis na internet onde você pode encontrar informações muito interessantes, além das colunas – como a nossa – que podem servir para instruir e tirar suas dúvidas. Independentemente se o canal que você vai optar é gratuito ou pago, o que mais vai valer é a sua busca pelo conhecimento e a determinação de colocá-lo em prática.

Depois que você tiver adquirido um conhecimento básico, pode pensar em se especializar e aprofundar seus conhecimentos.

Existem livros que tratam de assuntos diversos e temas como o Tesouro Direto, investimentos, ações, entre outros. Mas, entendemos que este deve ser um segundo passo. Neste primeiro momento, um curso formal não é necessário.

Vá por conta própria. Porém, claro, toda vez que precisar, mande perguntas para nós e responderemos com todo prazer.

E lembre-se sempre: tão ou mais importante do que ler a opinião de alguém que trabalha na área de finanças ou na econômica, é aplicar as mudanças aprendidas na sua vida cotidiana.

A educação financeira pode mudar para melhor nossas vidas.

Fonte: Folha Online

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *