Coelce deve indenizar em R$ 5 mil por corte indevido de energia elétrica em panificadora

coelce-deve-indenizar-em-r-5-mil-por-corte-indevido-de-energia-eletrica-em-panificadora4

A Companhia Energética do Ceará (Coelce) foi condenada a pagar indenização por danos morais de R$ 5 mil para o proprietário de panificadora, que teve o serviço de energia suspenso indevidamente. A decisão é do juiz Alisson do Vale Simeão, em respondência pela Vara Única da Comarca de Ibiapina, distante 319 km de Fortaleza.

Segundo os autos (nº 3155-19.2011.8.06.0087), em 17 de março de 2011, por volta das 16h, a panificadora funcionava normalmente, quando funcionários da Coelce chegaram ao local e efetuaram o corte da energia elétrica. O procedimento foi realizado, de acordo com a concessionária, porque a conta com vencimento em janeiro daquele ano não havia sido paga.

O comerciante tentou impedir a suspensão do serviço e informou que estava em dia com o pagamento, mas não obteve sucesso. Inconformado, ajuizou ação com pedido de indenização por danos morais. Sustentou que o corte foi realizado de forma indevida e na presença de clientes e fornecedores, causando transtorno e aborrecimento.

Na contestação, a Coelce confirmou que o cliente efetuou o pagamento, mas o banco enviou a informação somente em abril de 2011, após a efetivação do corte. Sob esse argumento, requereu a improcedência da ação.

Ao analisar o caso, o magistrado concluiu que o corte foi realizado de forma indevida. !Restou demonstrado nos autos que a parte reclamante teve suspenso o fornecimento de energia elétrica de sua unidade consumidora por uma dívida, devidamente quitada, dezessete dias antes da suspensão do serviço. Não obstante tenha religado o serviço no mesmo dia, tal procedimento, na hipótese dos autos, não afasta a sua responsabilidade de compensar o autor, já que falhou na prestação de serviço, ao suspendê-lo indevidamente”.

Fonte: TJCE

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *